Olá, sou a Cristina

Psicóloga e Sexóloga Clínica

 

Eu sou uma brasiliense com mais de 20 anos em Natal. Na verdade, hoje sou cidadã Natalense com título e tudo… Sou uma de 4 mulheres, minha mãe é mineira, meu pai baiano, minha avó materna é italiana e meu avó paterno Iuguslavo. Meu sobrenome Hahn significa GALO em alemão. Isso me custou o apelido infantil de rãsinha,  perereca… Mas, juro que não encarei como bullying e nem desenvolvi aversão a sapos. Pelo contrário até os coleciono. Tenho uma família linda com uma filha também linda, que hoje tem 28 anos e se chama Ana Beatriz – uma médica super competente e dedicada. Tenho dois enteados maravilhosos, digo “filhos postiços”, a linda Luísa (22) e o gato Victor (23). Sou casada com Cuca há 15 anos. Pode acreditar, ele é o amor da minha vida mesmo eu tendo nutrido a paixão platônica infantil por Sidney Magal, Sílvio Santos e Roberto Leal. Acredite, melhorei muito nas minhas escolhas… rs

Sempre sonhei em ser psicóloga apesar de que, na infância confesso ter desejado ser dançarina do Chacrinha (sim, o Abelardo Barbosa). Iniciei meu curso de Psicologia na minha cidade Brasília e concluí na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Identifiquei-me com área a da Psicologia Hospitalar porque enxergava na doença, um sujeito doente. Então me especializei. Logo que me formei, implantei o Serviço de Psicologia da Unimed Natal, dentro do Home Care (Atendimento Domiciliar). Foi um trabalho muito rico: comecei a atender pacientes em fase terminal e a fazer o trabalho de acompanhamento da família no processo de perda e luto. Desde então, REcomecei minha vida com outros olhos, REdescobrindo o verdadeiro preço das coisas e o real valor das pessoas. Trabalhar com a morte do outro mexeu com minha estrutura como um todo e garanto que aprendi lições inesquecíveis sobre o que é viver…

A psicologia abriu as portas de meu consultório. Hoje, com 19 anos de formada, atendo na área clínica, pela manhã, tarde e noite. Sou daquelas pessoas que aproveita a vida em todos seus momentos e que tem sede de aprender. Desafio é minha maior motivação, mas não só pelo prazer da busca, e sim, pela satisfação do encontro com os meus objetivos, meu propósito. Por isso, estou sempre inovando, abrindo meus conhecimentos, desbravando novas veredas.

Em outubro de 2004, lancei meu primeiro livro – Nem tudo, nem nada: O DESEJO. Tinha consciência da dificuldade desse projeto, mas já que a determinação é meu lema e a persistência minha marca, consegui realizar mais esse sonho. Esse livro reúne trinta crônicas escolhidas entre as que escrevia todo domingo, no POTI, Caderno da Família – Jornal famoso na cidade de Natal. São temas que abordam o comportamento humano, os relacionamentos, a psicologia, a atualidade, a sexualidade, etc.

Em 2008 arrisquei o segundo livro, dessa vez com edição própria. Seguindo o mesmo estilo, reúni minhas melhores crônicas escritas no jornal e lancei minha obra num Festival do Livro de Natal. TemPO DE fALAR é o título recortado pelo duplo sentido das palavras…

Eu não vou parar por aí não! Pretendo lançar meu terceiro livro em breve porque enquanto estiver lidando com pessoas, provocando reflexão e registrando meus questionamentos, estarei honrando minha missão na terra.

No mesmo ano de 2008, resolvi expandir meus conhecimentos cursando uma Pós-Gradução em Gestão de Pessoas. Essa especialização foi motivada pelo meu constante envolvimento com trabalhos ligados aos recursos humanos. De fato, eu amo pessoas.

Depois surgiu o interesse na sexualidade. Mas, porque estudar a sexualidade?

Porque entendi muito cedo que é sexualidade é vida! É desejo, pensamento, sentimento, expressão. Cada paciente que chegava no meu consultório, ainda que com outra queixa, sempre chegava na questão da sexualidade… Então resolvi me preparar, me capacitar para poder ajudar o sujeito de forma integral, abrangente… Então me especializarei em sexologia clínica e atuo nessa área com muito prazer… Rs

Além de psicóloga clínica e sexóloga, sempre gostei de proferir palestras e minha carreira nessa área começou desde terminei minha graduação. O fato de ter iniciado minha vida profissional como professora, facilitou minha atuação na oratória. Desde então, estive em várias instituições desenvolvendo palestras, treinamentos e cursos personalizados e inspirados pela realidade de cada empresa e de maneira absolutamente exclusiva.

Sou uma mulher transparente, verdadeira, que arrisca ser autêntica nesse mundo de plágio. Sou questionadora, implacável e destemida. Já entendi que não agrado a todos e isso me dá grande autonomia. Aliás, tenho certeza de que falar o que penso, gera desconforto em muitos e que, expor minhas idéias me deixa vulnerável para os críticos vãos de plantão. Ainda sim, prefiro o preço alto do julgamento alheio à covardia da omissão e a conveniência da conivência…

Alguns dizem que “ou me amam, ou me odeiam”. Na verdade, eu respondo com um sorriso no rosto, que não desejo agradar a todos, e tão pouco isso seria possível. Aliás, atesto com firmeza que meu convívio com o próximo tem melhorado cada vez mais pela minha busca incessante de aceitar o outro sem tentar mudá-lo, aceitando mesmo as diferenças.

Meus pequenos lemas de vida: “O coração tem razões que a própria razão desconhece”, “ Depois de tudo, o que resta é o desejo…” E termino dizendo – Enquanto houver desejo, haverá vida… Mas, com certeza, TUDO passa…